quinta-feira, 22 de dezembro de 2011

T.I. (Information Technology): Lugar de Mulher

01 Ada Lovelace (1815-1852):
    Condessa de Lovelace, filha de Lord Byron, poeta britânico, era matemática autodidata. Casada com Charles Babbage, que projetou o calculador analítico (máquina analítica constituída de dispositivo de entrada - leitor de cartão, memória - "moinho" e dispositivo de saída - tipógrafo),  tornou-se a pioneira da lógica de programação, escrevendo séries de instruções para o calculador analítico. Durante o período em que esteve envolvida com o projeto de Babbage, ela  criou um algoritmo para o cálculo da sequência de Bernoulli usando a máquina analítica, que também possibilitou à máquina computar os valores de funções matemáticas, além de publicar uma coleção de notas sobre a máquina analítica. Ela inventou o conceito de subrotina e descobriu o valor das repetições ('loop") e iniciou o desenvolvimento do desvio condicional
      Ada faleceu em Londres no dia 27 de Novembro de 1852, aos 36 anos, de câncer de útero. 
    Em 1980, o Departamento de Defesa dos EUA criou a linguagem de programação Ada em sua homenagem e, em 1991, o Museu Nacional de Ciência e Tecnologia de Londres construiu uma máquina usando os planos de Babbage com as peças disponíveis na sua época,  utilizando as rotinas criadas por Ada. A máquina, com mais de cem quilos, era operada com manivela e quando submetida a testes, somente efetuou cálculos corretos. Desde então, as rotinas determinadas e escritas por Ada foram consideradas como o primeiro programa de computador da história da humanidade. 


02 Edith Clarke (1883-1959):
   Nasceu em Maryland, EUA, e  ficou órfã muito cedo. Estudou matemática e astronomia no Vasa College, em New York, e se graduou em 1908. Trabalhou na American Telephone and Telegragh Co. (ATT) em 1911, onde se dedicou ao estudo das linhas de transmissão e circuitos elétricos. Por causa deste estudo ingressou no Massachussets Institut of Technology (MIT), em 1918, se tornando Master em Engenharia Elétrica, a primeira mulher a ter essa graduação no MIT.
    Em 1921, apresentou e obteve uma patente de calculadora gráfica para usar em cálculos de linhas de transmissão, foi um dos primeiros aparelhos cuja tela apresentava algum tipo de interação gráfica e pode ser considerado o precursor da computação gráfica. 


03 Grace Murray Hopper (1906-1992):
   Nasceu em New York,  se formou em matemática sendo a primeira mulher a obter o título de doutorado em matemática na Universidade de Yale. Serviu na marinha dos EUA durante a segunda guerra mundial como técnica em computação e matemática. 
   Próximo a 1950, trabalhando no UNIVAC I, criou o primeiro compilador e inventou o sistema Bomarc que depois ficou conhecido como a linguagem de programação COBOL (Commom-business-oriented language), que foi utilizda no computador MARK I. São delas, também, os primeiros conceitos de "bug" e "log". 
   Quando estavam verificando um defeito no computador MARK II, encontraram uma mariposa e começaram a tirar o inseto (em inglês bug) da máquina, então Grace Hooper disse: "Nós estamos tirando insetos (bugs) do computador!!"
    Posteriormente se tornou Almirante da Marinha dos EUA, a primeira mulher a obter essa patente.

04 Hedy Lamarr (1913 – 2000):
      Filha de um banqueiro e de uma pianista, na juventude a atriz foi casada com um fabricante de armas que apoiava os nazistas. Somente podia sair de casa para ir às festas nazistas com seu marido, do contrário ficaria trancafiada. Chegou a ser espancada pelo seu marido que comprou quase todas as cópias do filme alemão, Ecstase de 1933, em que aparecia nua. Numa dessas festas foi vestida usando todas suas jóias, dopou seu marido e usou as roupas de uma empregada para fugir para França. Depois foi para os EUA e trabalhou em sua carreira de atriz em cerca de 30 filmes, tendo incluído seu nome no hall da fama de Hollywood.
   Durante a Segunda Guerra Mundial, criou um sofisticado aparelho de interferência em rádio para despistar radares nazistas e o patenteou em 1940, usando o seu verdadeiro nome, Hedwig Eva Maria Kiesler.
   A idéia surgiu ao lado do compositor George Antheil em frente a um piano. Eles brincavam de dueto, ela repetindo em outra escala as notas que ele tocava, experimentando o controle dos instrumentos. Ou seja, duas pessoas podem conversar entre si mudando frequentemente o canal de comunicação. Basta que façam isso simultaneamente. Juntos, Antheil e Lamarr submeteram a idéia ao Departamento de Guerra norte-americano, que o recusou, em junho de 1941. Em agosto de 1942, foi patenteado. A versão inicial consistia na troca de 88 frequências e era feito para despistar radares, mas a idéia pareceu difícil de realizar na época. Hedy e Antheil doaram sua patente ao governo, que só viria a aplicá-la em 1962, nos navios enviados para bloquear Cuba durante a crise dos mísseis. Hedy, que em 1953 se tornou cidadã americana, dizia que o invento era a sua contribuição ao esforço de guerra contra os nazistas, e nunca ganhou um tostão com ele.
    A ideia não foi concretizada até 1962, quando passou a ser utilizada por tropas militares dos EUA em Cuba, quando a patente já expirara; a empresa Sylvania adaptou a invenção. Ficou desconhecida, ainda, até 1997, quando a Electronic Frontier Foundation deu a Lamarr um prêmio por sua contribuição. Em 1998, a "Ottawa wireless technology" desenvolveu Wi-LAN, Inc. "adquirindo 49% da patente de Lamarr" (Eliza Schmidkunz, Inside GNSS).
    A ideia do aparelho de frequência de Lamarr e Antheil serviu de base para a moderna tecnologia de comunicação, tal como COFDM usada em conexões de Wi-Fi e CDMA usada em telefones celulares. É considerada a "mãe do telefone celular".

05 Evelyn Boyd Granville (1924 -   ):
   Nasceu em Washington, EUA. Após obter seu Phd em Matemática, sendo a primeira mulher negra a conseguir. Granville passou a trabalhar para Diamond Ordnance Fuse Laboratories por quatro anos, junto com cientistas e engenheiros, com um trabalho sobre desenvolvimento de detonadores e mísseis.   
  De 1956 a 1960, ela trabalhou para a IBM no Projeto Vanguarda e programas espaciais, desenvolvendo programas de computador usados nas análises de trajetória no Projeto Mercury (A primeira missão espacial tripulada dos Estados Unidos) e no Projeto Apollo (que mandou os astronautas americanos para a lua). 

06 Erna Schneider Hoover (1926 -   ):
Comecou sua carreira de pesquisadora nos Laboratórios Bell em 1954, enquanto esteve lá, ela inventou um sistema computadorizado de chaveamento de tráfego de chamadas telefônicas, fundamental hoje em dia para uso em rede e em centrais telefônicas.


07 Radia Joy Perlman  (1951 -   ):
 Projetista de software e engenheira de redes, é algumas vezes referenciada como a "mãe da Internet".É mais conhecida por sua invenção do Spanning Tree Protocol, quando trabalhava na Digital Equipment Corporation, que é fundamental para a operação de bridge (redes de computadores). 

08 Helen Greiner  (1967 -   ):
   Bacharel em engenharia mecânica e mestre em ciência da computação, ambos pelo MIT (Massachussets Institut of Technology). Trabalha no Laboratório de Jato-Propulsão da NASA (National Aeronautics and Space Administration) e no Laboratório de Inteligência Artificial do MIT. 
   É, também, administradora do Museum of Science de Boston e do Computer Science Advisory Board of Worcester Polytechnic Institute e diretora do National Defense Industrial Association (NDIA).       
   Fundadora e ex-presidente da iRobot, onde desenvolveu diversos tipos de robots, para uso residencial, militar, pesquisa e saúde, entre outros, saiu, apesar de continuar como diretora não remunerada, para fundar e também se tornar presidente da CyPhyWorks.
Prêmios e Nomeações:
2003 nomeada empreendedora do ano pela Ernst and Young New England Entrepreneurs of the Year
2005 premiada empreendedora do ano por Good Housekeeping
2006 recebeu o prêmio de pioneira da Association for Unmanned Vehicle Systems International (AUVSI)
2008 foi premiada pelo Anita Borg Institute Women of Vision Award for Innovation por seu trabalho na iRobot
2011 relacionada em 7ª pelo MIT entre as 150 ideias inovadoras
Foi homenageada pela Technology Review Magazine's TR100 como um dos "Inovadores para o Próximo Século"
Nomeada pela Kennedy School de Harvard em conjunto com U.S. News and World Report como uma  America's Best Leaders.
Foi convidada para participar do fórum global "World Economic Forum" como uma líder, Global Leader of Tomorrow.

09 Marissa Mayer  (1975 -   ):
   Após se graduar com honra no bacharelado em Sistemas Simbólicos e mestrado em ciência da computação pela Universidade de Stanford, fez especialização em inteligência artificial.  
Em 2009, o Instituto de Tecnologia de Illinois premiou Mayer com o título de doctor honoris causa pelo seu trabalho em pesquisa de campo.
    Mayer foi a primeira engenheira feminina contratada entre os 20 primeiros empregados da Google, em junho de 1999. Esteve envolvida com o Google Search e o Gmail e pode ser considerada sua responsabilidade o sucesso da user interface e design work.
    Atualmente é vice-presidente da Google. A revista Fortune listou as mulheres mais poderosas do mundo e Marissa Myer se encontra na 42ª posição.

10 Jade Raymond  (1975 -   ):
   Graduou-se na Marianopolis College e ingressou na Universidade McGill na área de ciência da computação. Seu primeiro trabalho foi como programadora da Sony, onde ela participou da primeira pesquisa Sony Online’s first Research e grupo de desenvolvimento. Isto a levou para Electronic Arts onde trabalhou como produtora do game The Sims Online. 
   Em 2004, ela foi para a Ubisoft Montreal, onde foi nomeada como produtora de Assassin's Creed. Raymond, mais tarde, se juntou ao programa do G4 The Electric Playground como correspondente.
   Ela é voluntária para uma organização sem fins lucrativos chamada LOVE, dedicado a acabar com a violência entre os jovens no Canadá e se considera uma gamer ávida.
   Em Julho de 2009, Jade foi nomeada presidente da Ubisoft Studios-Toronto e atualmente é considerada uma das pessoas mais influentes da área de games.



11 Allisson Randal 
   Formada em linguística, iniciou sua carreira como pesquisadora na África, posteriormente trocou a linguagem natural pela artificial, estudando as linguagens da computação. 
   Além de escritora desenvolve softwares, arquiteta chefe e ex-presidente da Parrot (virtual machine), membro do conselho diretor e ex-presidente da Perl Foundation, membro do conselho diretor da Python Software Foundation e atual arquiteta chefe da empresa do sistema operacional em Linux, Canonical (Ubuntu/Kubuntu). Co-autora de livros sobre a linguagem Perl e ex-editora da Editora O'Reilly Media.

domingo, 18 de dezembro de 2011

Facil e Gratuito Editar Videos no Linux com o Avidemux


Avidemux é um editor de vídeo livre. Projetado para: corte simples, filtro e codificação de vídeos.
As tarefas podem ser automatizadas usando projetos, fila de trabalho e potencialidades poderosas.
Avidemux está disponível para Linux, BSD, Mac OS X e Microsoft Windows sob a licença do GNU GPL.

Formatos de Entradas Suportados

Formatos de arquivos:
    AVI, OpenDML
    MPEG
    NuppelVideo
    Images (BMP, JPEG, PNG)
    OGM
    QuickTime, MP4, 3GPP

Vídeo codecs:
    DV
    FFV1
    H.263
    H.264
    HuffYUV
    MPEG-1, MPEG-2
    MPEG-4 (DIVX, DX50, XVID, FMP4, M4S2)
    MJPEG
    MSMPEG-4 v. 2 (DIV3)
    Raw RGB
    SVQ3
    VP3
    WMV 2

Áudio codecs:
    AAC
    AC3
    AMR narrow band
    MP3, MP2
    Ogg Vorbis
    WAV PCM
    WAV LPCM
    WMA

Links para download e tutorial do Avidemux:

sábado, 17 de dezembro de 2011

Facil e Grátuito Editar Audio no Linux com o Audacity


Audacity é um software livre e open source de edição digital de áudio. A sua interface gráfica é muito intuitiva e de fácil uso.
O Audacity é muito popular entre os podcasters pela sua grande disponibilidade em múltiplas plataformas (Mac OS, Windows, and Linux), suporte e o preço: gratuito





  • O Audacity pode gravar sons por um microfone ou mixer, ou digitalizar áudio de fitas cassete, discos de vinil ou minidisc. Em algumas placas de som, é possível até mesmo gravar sons de streaming




  • Grave de microfone, entrada de linha ou qualquer outra fonte




  • Duble faixas sobre outras já existentes e crie projetos multi-faixas




  • Grave até 16 canais ao mesmo tempo (requer hardware especial)




  • Medidores de nível de som exibem o volume antes, durante e depois da gravação em tempo real


  • Importa arquivos de som, edita, e junta com outros arquivos ou novas gravações. Exporta sua gravação em diversos formatos




  • Importa e exporta arquivos WAV, AIFF, AU, e Ogg Vorbis




  • Importa MPEG audio (incluindo arquivos MP2 e MP3)




  • Exporta arquivos MP3 com a opção  LAME encoder library




  • Cria arquivos WAV ou AIFF para gravar em CD




  • Importa e exporta todos formatos de arquivo suportados por libsndfile



  • Abre arquivos de áudio raw usando o comando “Import Raw”


  • Edita arquivos:




  • Edição simplificada com Cortar, Copiar, Colar e Apagar.



  • Desfazer ilimitados para qualquer passo na edição



  • Edição rápida mesmo em arquivos grandes



  • Edite e mixe um número infinito de faixas de áudio.



  • Use a ferramenta de Desenho para alterar pontos de amostra individualmente.



  • Aumente ou abaixe o volume suavemente com as ferramentas de envelope.


  • Adiciona efeitos:





  • Mude o timbre da gravação sem alterar o tempo, ou vice-versa.



  • Remova sons de estática, cliques e estalos no som de fundo.



  • Altere freqüências com os efeitos Equalização, filtro FFT e Reforço de graves.



  • Ajuste volumes com o efeito Compressor, Amplificar e Normalizar.



  • Outros efeitos incluidos no programa incluem:


    • Eco
      Phaser
      Wahwah
      Inverter


    Melhora a qualidade do áudio:





  • Grave e edite áudio com amostras em 16-bit, 24-bit, e 32-bit (ponto flutuante).



  • Grave áudio a até 96 KHz.



  • Taxas de amostragem e formatação são transformadas com um algoritmo de alta qualidade.



  • Mescle faixas de áudio de diferentes taxas e formatos, o Audacity se encarrega de convertê-las em tempo real.



  • Analisa o áudio:





  • Modo Espectrograma para visualização de freqüências



  • Comando “Desenhar Espectro” para análises detalhadas de freqüências.



    • Links para download, tutorial e manual:

    sexta-feira, 9 de dezembro de 2011

    Robots: Rumo ao Futuro

         Isaac Asimov escreveu sobre os robots, sua evolução, criou leis para determinar seu comportamento, mas era tudo ficção. Até que ponto a ficção influencia a realidade? 
         Sabemos que o pensamento humano funciona de forma dialética, o que pensamos influencia no que fazemos o que, por sua vez, torna a influenciar no que pensamos. Nessa linha de raciocínio, então, Asimov imprimiu ao futuro uma direção: O desenvolvimento da Robótica, ciência que estuda e desenvolve robots, termo cunhado pelo próprio Asimov e que também, como seus robots, se tornou realidade. 
          Ainda não temos os robots no mesmo nível de desenvolvimento que consta nas obras de Asimov, mas, com certeza, estamos caminhando, rapidamente, para isso. Na imagem acima vemos Asimo, o robot criado pela Honda, cujo nome nos faz lembrar o grande escritor de ficção citado. 
        Abaixo selecionei dois vídeos de 2011 para representar a evolução da robótica, no primeiro veremos o Asimo da Honda, executando diversas tarefas sob a ordem de um instrutor. Ele pula, vira, corre e até serve uma bebida, brilhante.
        Como viram no vídeo acima, o Asimo faz jus as descrições dos robots de Asimov. Entretanto, uma das características que definem um ser, inteligente, é o auto-reconhecimento, se reconhecer, como ser. O robot poderá um dia se reconhecer? Vejam no vídeo abaixo o robot Qbo, que usa software livre, com sistema operacional Linux, e como ele reage quando tem que reconhecer objetos entre outras coisas:
    Os robots estão evoluindo, muito rápido. Através dos livros de Asimov podemos ter uma breve, porém profunda, visão do futuro e dos robots e como esse grande autor consegue ter  uma precisão excepcional em suas visões futurísticas, em meu post  "Isaac Asimov Prevê o Futuro" isso fica bem óbvio, então, tratemos de ler suas obras.
    Clique nos links abaixo para ler em seu computador as obras de Asimov, algumas apenas, pois ele escreveu cerca de 500 (quinhentos!!!) livros:

    sábado, 3 de dezembro de 2011

    Charlie Chaplin, Anonymous e a Luta Pela Igualdade Social

        O grupo hacker Anonymous divulgou esse vídeo, bastante antigo, de Charlie Chaplin. No vídeo Charlie Chaplin procura difundir sua ideia crítica de sociedade e do ser humano que deve prevalecer. A esperança, luta constante pelos valores sociais de justiça e igualdade são a tônica do discurso e, também, representam o ideal do Anonymous. 
       O posicionamento político de Charlie Chaplin sempre foi de contestação ao poder econômico, à ganância dos empresários, dos industriais, banqueiros e comerciantes, foi, então acusado de comunista e, como consequência, teve seu visto de permanência cancelado, não sendo permitido que continuasse a residir nos EUA.
        Curtam o vídeo com direção, produção, roteiro, interpretação, texto e música, de Charles Chaplin.


         

    Governo da Suíça Considera Que Baixar Filmes, Músicas e Games Não é Ilegal

          Uma, em cada três pessoas, na Suíça baixa música, filmes e jogos da Internet, sem pagar, e desde o ano passado o governo suíço vem pensando no que fazer sobre isso. Esta semana foi publicada sua resposta e foi cristalina. Não somente o download para uso pessoal é completamente legal, como os detentores de direitos autorais não tem prejuízo por causa dele, já que as pessoas eventualmente gastam o dinheiro economizado em produtos de entretenimento.
          Na Suíça, assim como em dezenas de outros países, as indústrias de entretenimento têm-se queixado sobre perdas dramáticas na receita devido à pirataria online. Em resposta, o governo suíço realizou um estudo sobre o impacto que o download tem na sociedade e esta semana os resultados foram divulgados. A conclusão geral do estudo é que a lei de direitos autorais, em que baixar material protegido por copyright para uso pessoal é permitida, não tem que mudar.
           O relatório começa destacando que, quando se trata de copiar arquivos, a Internet mudou o funcionamento do sistema. A fotocopiadora, a fita cassete de áudio e o videocassete permitem que os usuários façam cópias de boa qualidade de várias mídias, no entanto, estes dispositivos não dispõe de um método de distribuição quantitativa e instantânea. A World Wide Web mudou tudo isso. Método de distribuição, ou não, as indústrias do entretenimento se opuseram a todos esses avanços tecnológicos com medo de que seus negócios fossem prejudicados.  
           Esta não é a resposta certa de acordo com o governo suíço. "Toda vez que uma tecnologia nova de mídia tem sido disponibilizada, sempre foi 'abused'. Este é o preço que pagamos pelo progresso. Os vencedores serão aqueles que são capazes de usar a nova tecnologia para as suas vantagens e os perdedores, aqueles que não acompanham esse desenvolvimento e continuam a seguir os modelos de negócios antigos ", observa o relatório.
           O relatório do governo ainda conclui que, mesmo na situação atual, onde a pirataria é galopante, as indústrias de entretenimento não, necessariamente, perdem dinheiro. Para chegar a esta conclusão, os pesquisadores analisaram os resultados de um estudo conduzido pelo governo holandês no ano passado, pois os países são considerados similares em muitos aspectos.
           O relatório afirma que cerca de um terço dos cidadãos suíços acima de 15 anos pirateiam música, filmes e jogos através da Internet. No entanto, essas pessoas não gastam menos dinheiro por isso, porque o orçamento que reservam para o entretenimento são relativamente constantes. Isto significa que o download é mais complementar.
          O outro lado da pirataria, com base no estudo holandês, é que quem faz download são os que mais frequentam a concertos musicais, e quem mais baixa jogos são os que, realmente, compram mais jogos do que aqueles que não o fazem. 
         O relatório suíço, em seguida passa a analisar vários das atitudes repressivas anti-pirataria, leis e regulamentos que têm sido implementadas em outros países. A sugestão geral que o governo suíço comunica aos setores de entretenimento é que eles devem se adaptar às mudanças no comportamento do consumidor, ou morrer. Eles não vêem, absolutamente, nenhuma necessidade de mudar a lei, porque o download não tem impacto comprovado negativo sobre a produção da cultura nacional.
    Opinião: Finalmente alguns juristas estão conseguindo escapar da manipulação da mídia e do poder econômico das grandes indústrias, vamos continuar batalhando para mostrar que a mudança, que surgiu com a web, veio pra ficar e que ninguém poderá detê-la.

    Notícia encontrada nos Links abaixo:

    sexta-feira, 2 de dezembro de 2011

    Anonymous Ataca: Codinome Robin Hood

          O grupo hacker Anonymous está atacando de novo. Agora (dia 30 de novembro de 2011), iniciaram uma operação que consiste na invasão de Bancos, roubo de informações de cartões de crédito e o uso dos mesmos para transferir valores para a parcela pobre da população, para os que estão engajados em manifestações tipo "Ocuppy Wall Street", para os sem-tetos e para instituições de caridade. Por isso a ação está sendo chamada de Operação Robin Hood, o conhecido fora da lei inglês que roubava dos ricos e dava para os pobres.
           Conforme os hackers afirmaram: "A Operação Robin Hood vai devolver o dinheiro para as pessoas que foram enganadas pelo nosso sistema e, mais importante, prejudicada pelos nossos bancos. A Operação pegará os cartões de crédito e vai fazer doações para os 99% (os mais pobres, em contraposição aos 1% mais ricos) e também para várias entidades beneficentes de todo o mundo." O grupo hacker segue afirmando: "Nós já pegamos cartões de crédito do Chase, Bank of America e CitiBank, todos com grandes brechas de segurança. Nós devolvemos o dinheiro para os pobres (os VERDADEIROS 99%) que merecem”.
         Os hackers garantiram que suas ações não vão prejudicar os donos dos cartões de crédito, porque as vítimas desse tipo de fraude são reembolsadas pelos bancos.
        Os bancos continuam sem se pronunciar sobre essa nova ação do Anonymous, o que pode ser entendido como o procedimento padrão adotado pelas entidades para não perder a credibilidade junto aos clientes, já utilizado atualmente.
           Por fim, os hackers do Anonymous declararam: “Não temos medo da Polícia, do Serviço Secreto ou do FBI”.
     
         As ações do Anonymous continuam a ocorrer, a despeito de todas as ameaças contra o grupo, representando uma mudança de paradigma na luta pela justiça social e econômica, pelas liberdades dos indivíduos e de informação, em todo o planeta.

    Siga Por E-mail