sábado, 3 de dezembro de 2011

Governo da Suíça Considera Que Baixar Filmes, Músicas e Games Não é Ilegal

      Uma, em cada três pessoas, na Suíça baixa música, filmes e jogos da Internet, sem pagar, e desde o ano passado o governo suíço vem pensando no que fazer sobre isso. Esta semana foi publicada sua resposta e foi cristalina. Não somente o download para uso pessoal é completamente legal, como os detentores de direitos autorais não tem prejuízo por causa dele, já que as pessoas eventualmente gastam o dinheiro economizado em produtos de entretenimento.
      Na Suíça, assim como em dezenas de outros países, as indústrias de entretenimento têm-se queixado sobre perdas dramáticas na receita devido à pirataria online. Em resposta, o governo suíço realizou um estudo sobre o impacto que o download tem na sociedade e esta semana os resultados foram divulgados. A conclusão geral do estudo é que a lei de direitos autorais, em que baixar material protegido por copyright para uso pessoal é permitida, não tem que mudar.
       O relatório começa destacando que, quando se trata de copiar arquivos, a Internet mudou o funcionamento do sistema. A fotocopiadora, a fita cassete de áudio e o videocassete permitem que os usuários façam cópias de boa qualidade de várias mídias, no entanto, estes dispositivos não dispõe de um método de distribuição quantitativa e instantânea. A World Wide Web mudou tudo isso. Método de distribuição, ou não, as indústrias do entretenimento se opuseram a todos esses avanços tecnológicos com medo de que seus negócios fossem prejudicados.  
       Esta não é a resposta certa de acordo com o governo suíço. "Toda vez que uma tecnologia nova de mídia tem sido disponibilizada, sempre foi 'abused'. Este é o preço que pagamos pelo progresso. Os vencedores serão aqueles que são capazes de usar a nova tecnologia para as suas vantagens e os perdedores, aqueles que não acompanham esse desenvolvimento e continuam a seguir os modelos de negócios antigos ", observa o relatório.
       O relatório do governo ainda conclui que, mesmo na situação atual, onde a pirataria é galopante, as indústrias de entretenimento não, necessariamente, perdem dinheiro. Para chegar a esta conclusão, os pesquisadores analisaram os resultados de um estudo conduzido pelo governo holandês no ano passado, pois os países são considerados similares em muitos aspectos.
       O relatório afirma que cerca de um terço dos cidadãos suíços acima de 15 anos pirateiam música, filmes e jogos através da Internet. No entanto, essas pessoas não gastam menos dinheiro por isso, porque o orçamento que reservam para o entretenimento são relativamente constantes. Isto significa que o download é mais complementar.
      O outro lado da pirataria, com base no estudo holandês, é que quem faz download são os que mais frequentam a concertos musicais, e quem mais baixa jogos são os que, realmente, compram mais jogos do que aqueles que não o fazem. 
     O relatório suíço, em seguida passa a analisar vários das atitudes repressivas anti-pirataria, leis e regulamentos que têm sido implementadas em outros países. A sugestão geral que o governo suíço comunica aos setores de entretenimento é que eles devem se adaptar às mudanças no comportamento do consumidor, ou morrer. Eles não vêem, absolutamente, nenhuma necessidade de mudar a lei, porque o download não tem impacto comprovado negativo sobre a produção da cultura nacional.
Opinião: Finalmente alguns juristas estão conseguindo escapar da manipulação da mídia e do poder econômico das grandes indústrias, vamos continuar batalhando para mostrar que a mudança, que surgiu com a web, veio pra ficar e que ninguém poderá detê-la.

Notícia encontrada nos Links abaixo:

5 comentários:

  1. Mais de fato, não considero isso ilegal. Pra um artista fica melhor, porque ele divulga sua música com mais facilidade e para a pessoa que está baixando também, pela facilidade. Mais quem não ganha com isso também é o próprio artista, já que faz música para poder vender. Séria legal encontrar um jeito para os dois lados sairem ganhando.

    ResponderExcluir
  2. não tem essa...
    pra mim tem que ser ilegal mesmo...
    provasetrapacas.blogspot.com

    ResponderExcluir
  3. Os argumentos deles são realmente coerentes!

    ResponderExcluir
  4. kkk entao eu vou pra suiça, meu blog é de filmes, lá vou ser livre lol

    ResponderExcluir
  5. Essa situação precisa ser estudada com cautela, baixar é bem diferente de comercializar, filmes, música, documentários, são também informação e devem ser compartilhadas, cabe às gravadoras e artistas criar maneiras de lucrar com essa atividade!!

    http://aieporreta.blogspot.com/

    http://www.facebook.com/pages/A%C3%AD-%C3%A9-Porreta/133899440020772

    ResponderExcluir

Comente, pergunte, tire dúvidas, esse espaço é seu.

Siga Por E-mail