sábado, 26 de novembro de 2011

Carl Sagan, Cientista, Humanista e Inspirador


  Carl Sagan (1934-1996), cientista americano que influenciou gerações com seus livros e com a série Cosmos, sucesso no mundo inteiro.
  Trabalhou em programas da NASA (National Aeronautics and Space Administration), tais como o projeto Apollo (levou o homem para a Lua), Mariner (sondas interplanetárias robóticas lançadas para investigar planetas), Viking (sondas espaciais enviadas a Marte), Galileu (sonda enviada para estudar Júpiter e suas luas) e Voyager (sonda lançada para estudar Júpiter e Saturno, se tornou o primeiro artefato humano a atingir a fronteira do sistema solar em 13/12/2010, ainda operacional). 
   Carl Sagan desenvolveu o estudo que explicou o efeito estufa em Vênus, mudanças sazonais da atmosfera de Marte e descobriu moléculas orgânicas em Titã (satélite de Saturno). Recebu o prêmio da Academia Nacional de Ciências (EUA), 22 títulos de honoris causa, Medalha Tsiolkovsky, da Federação Cosmonáutica Soviética, prêmio Masursky da Sociedade Astronômica Norte-Americana e, finalmente, foi homenageado com seu nome sendo atribuído ao asteroide 2709 Sagan.



    Escreveu vários livros, entre os quais, O Mundo Assombrado pelos Demônios, Bilhões e Bilhões, Os Dragões do Éden, que lhe rendeu o prêmio Pulitzer de Literatura em 1978, e Um Pálido Ponto Azul (que se espalhou pelo mundo todo, possuindo centenas de versões em vídeo na web) cujo trecho pode ser visto no vídeo acima com narração do próprio Sagan.  
    Clique nos links abaixo para ler em seu computador os livros de Carl Sagan citados:
O Mundo Assombrado pelos Demônios
Bilhões e Bilhões
Os Dragões do Éden
Um Pálido Ponto Azul


   Cosmos foi uma série de TV veiculada em 1980. As filmagens duraram cerca de 3 anos, foram feitas em mais de 40  locais de 12 países, com duração de 13 horas, já foi assistido por mais de meio bilhão de pessoas, ganhou o prêmio Emmy em 1981, em várias categorias. A série foi produzida por Carl Sagan e é considerada, ainda hoje, o melhor programa de veiculação científica já feito.
   Clique nos links abaixo para assistir em seu computador todos os episódios  da série Cosmos:
http://www.youtube.com/cosmos carl sagan


K3b - Meu Programa para Gravar DVD / CD

     Eu uso o k3b para gravar CDs e DVDs e até hoje não me decepcionou. É mais rápido e mais leve que o Nero Burning, não estou comparando com a suíte do Nero, comparo somente com o Nero Burning que é quem executa a gravação. A suíte Nero reproduz, converte, edita, sincroniza e gerencia mídias, mas isso tem um custo, o programa fica pesado e lento, a gravação demora e demanda muita memória do sistema e, além do mais, tanto o Windows quanto o Linux possuem programas criados para executar cada função com qualidade e velocidade. 
   Outra grande diferença entre os dois é o preço, enquanto o Nero Burning custa R$85,00, o K3b é free (grátis) e open source (código aberto). 
  Na imagem acima podemos ver o K3b e algumas de suas funções, criar DVD/CD de dados, cópia de DVD, gravar CD de música, gravar DVD de vídeo, gravar imagem ISO, entre outras. O K3b também conta com os recursos de suporte a gravação de disco em multi-sessão, verificação dos dados gravados e criação de disco de boot e overburn (gravar mais dados numa mídia do que sua capacidade).
   A interface é intuitiva e de fácil uso, mesmo um iniciante poderá utilizar de forma rápida e segura.


   Uma curiosidade sobre o K3b é a origem de sua sigla. A letra "K" vem de KDE, que é o ambiente no qual o K3b é mais facilmente encontrado e "3b" vem de "bbb" que é a abreviação de "burn babe burn". A palavra "Burn" que significa "queimar" em inglês, é bastante usada para expressar a gravação de mídias. 
  Na imagem acima temos a janela de início do projeto de gravação de DVD de vídeo.

Segue abaixo link para download do K3b para Linux:
http://www.baixaki.com.br/linux/download/k3b.htm

Veja vídeo ensinando a usar o K3b:
http://linuxeducacional.com/news/blog/2010/04/11/gravando-cds-ou-dvds/                                                          

 Abaixo link para download de tutorial do K3b da Universidade Estadual do Norte Fluminense - Darcy Ribeiro:
Megaupload

sexta-feira, 25 de novembro de 2011

Programas Referenciais Linux X Windows

     
 Após postar dois programas de uso no sistema operacional em Linux, tendo ambos versões para Windows, e sabendo que muita gente tem que pagar para usar algum programa do Windows, resolvi postar uma tabela dos programas equivalentes entre os dois sistemas operacionais. 
     Então, se vc é usuário de Windows e está pensando em mudar para o Linux e ainda não o fez porque não sabe se vai encontrar programas no Linuxque vc usa no Windows, observe bem essa tabela e veja se tem o programa que precisa, é claro sempre com a ressalva que programas específicos de uso profissional dependem de adaptações para uma ou outra plataforma de sistema operacional. 
     Todos os programas apresentados na tabela abaixo para Linux são free (gratuitos), o que já é uma grande vantagem sobre os programas compatíveis com o sistema concorrente.




WINDOWS LINUX
1 3D Home Architect Sweet Home 3D
2 3D Studio Max Blender
3 ACDSee Gwenview
4 Adobe Acrobat Reader Okular
5 Adobe Audition Audacity
6 Adobe Illustrator Inkscape
7 Adobe Lightroom Darktable
8 Adobe PageMaker Scribus
9 Adobe Photoshop GIMP
10 Ant Movie Catalog Moviefly
11 AOL Instant Messenger  kopete
12 APC PowerChute Network UPS tools
13 Collectorz GC star
14 DAMN NFO Viewer NFO Viewer
15 Dreamweaver Bluefish
16 DVDShrink xdvdshrink
17 Everest Hardinfo
18 Evernote Tomboy
19 Finale MuseScore
20 FL Studio Ardour
21 Fontographer FontForge
22 foobar2000 Amarok
23 Forte Agent Pan
24 Fraps Yukon
25 FreeRIP RubyRipper
26 FruityLoops Hydrogen
27 Google Desktop Search Google Desktop Search
28 Google Earth Google Earth
29 Guitar Pro TuxGuitar
30 Legacy Family Tree GRAMPS
31 LimeWire FrostWire
32 Meal Master Gourmet Recipe Manager
33 Microsoft Access LibreOffice Base
34 Microsoft Excel LibreOffice Calc
35 Microsoft HyperTerminal minicom
36 Microsoft Internet Explorer Firefox
37 Microsoft Money HomeBank
38 Microsoft Office LibreOffice
39 Microsoft Outlook (Express) Evolution
40 Microsoft Powerpoint LibreOffice Impress
41 Microsoft Project TaskJuggler
42 Microsoft Visio Kivio
43 Microsoft Windows Media  XBMC
44 Microsoft Word LibreOffice Writer
45 mIRC Pidgin
46 Mp3tag Kid3
47 MS Paint TuxPaint
48 MSN messenger Amsn
49 Mudbox SharpConstruct
50 Nero Burning Rom K3b
51 NetMeeting Ekiga
52 NetStumbler Kismet
53 NewzCrawler Akregator
54 Notepad kedit
55 OrangeCD Catalog Gwhere
56 Origin SciGraphics
57 Partition Magic Partimage
58 PhotoME FotoTagger
59 Picasa F-Spot
60 SoulSeek Nicotine
61 SoundForge ReZound
62 Total Commander Krusader
63 Traktor DJ TerminatorX
64 TweetDeck Gwibber
65 uTorrent Ktorrent
66 Videora Thin Liqud Film
67 Winamp Amarok
68 Windows Media Player VLC Player
69 Windows Movie Maker Kino
70 WinIso Kiso
71 WinMerge Kile
72 WinTV KwinTV
73 WS_FTP FireFTP
74 ZoneAlarm FireStarter
75 Zscreen Shutter

Abaixo segue um link para um site que apresenta outros programas que tem seu equivalente aos listados para o sistema Windows nesta tabela.

http://www.linuxeq.com/

quinta-feira, 24 de novembro de 2011

GIMP - Finalmente um Software Gráfico Livre e de Qualidade

      O GIMP é um programa de manipulação de imagens, free (grátis) e open source (código aberto). O GIMP manipula imagens e fotografias usando recursos como, criar, alterar, redimensionar, combinar e remover: gráficos, logotipos, fotos, cores, imagens utilizando camadas, partes indesejadas de imagens, fotos e vídeos, além de converter arquivos entre diferentes formatos de imagem digital.
      Muitos dizem que é complicado usar o GIMP, no entanto o seu concorrente também não é nada fácil, o Adobe Photoshop.  Atualmente vem ganhando mais espaço no mercado, já tem versões para Windows e MacOS, suas bibliotecas estão atualizadas e está bem leve. Em termos de recursos, excetuando o usuário profissional que devido a especificidades está vinculado a um ou outro software, o usuário habitual não encontra muitas diferenças com o Photoshop. Pode ser utilizado para criar um banner, efeitos 3D, alterar fotografias, como seu concorrente. Criado por alunos de faculdade em 1995, hoje já tem foco profissional gerando efeitos iguais ao de qualquer software proprietário e pago. 
    No GIMP podem ser encontrados muitos efeitos, transparência, simular pintura, congelar, molduras, tirar "olhos vermelhos" de fotos, entre muitos, mas muitos mesmo, outros. 
      Na imagem abaixo vemos a apresentação do GIMP, que abre em 3 janelas de trabalho:
 
      Clicando abaixo vc fará o download de um tutorial preparado pela Unicamp:

Seguem, abaixo, dois links para conhecer e utilizar o GIMP:

terça-feira, 22 de novembro de 2011

Como Reproduzir Filmes na sua TV, do Pen-Drive ou HD externo

Para quem é cinéfilo ou não, mas assiste muitos filmes gravados em mídias como pen-drive e HD externo, existe outra opção de ver os filmes, shows, animes além do computador, a TV.  Muitos ainda não conhecem o sistema, estou postando aqui a melhor forma de desfrutar desse centro de multimídia.Primeiro precisa adquirir o player multimídia, o preço no mercado livre varia entre R$90,00 e 180,00.

Na hora da compra atentar para o seguinte detalhe, alguns players não leem legenda com caracteres especiais da língua portuguesa, tipo til, cedilha, acento agudo e etc. Outro cuidado a tomar é com os formatos de vídeo que reproduz, os modelos mais novos reproduzem MKV, AVI, VOB, RMVB, VCD, DIVX, MOV, WMV, FLV, MPEG 1,2 E 4, enquanto os modelos mais antigos não reproduzem alguns destes formatos. Mais dois critérios de escolha para compra são, a resolução de reprodução, pode ser de 480p a 1080p (full HD) e com conexão HDMI, que é a melhor no momento. Portanto verifiquem no site, junto ao vendedor, perguntem, ou mandem um e-mail para mim que eu oriento, pode passar o link do aparelho, também.
Esse aparelho vem com cabo de conexão com a tv, cabo de energia e controle remoto. O controle tem diversas funções, zoom, pause, play, avançar, recuar, ligar/desligar, aumento/redução de volume, mute, formato de tela para reprodução do vídeo (em geral 3:4 ou 16:9) e teclas de navegação.
Abaixo segue um esquema de ligação genérico entre o aparelho e o televisor, vejam como é simples:


 
O display na tv fica como na figura abaixo, com ícones para foto, música, vídeo, texto e pastas para navegar, é muito fácil e intuitivo o manuseio.  
Depois que vocês usarem a primeira vez, o uso da tv nunca mais  vai ser o mesmo, eu garanto...
CUIDADO: ESSE APARELHO PODE CAUSAR DEPENDÊNCIA!!!!!

Meu Player Preferido: VLC PLAYER

 VLC é um player leve e rápido reproduz praticamente todos os formatos de áudio e vídeo, inclusive MKV, DVD, VCD, AVI, RMVB, FLV, entre outros. Esse player reproduz vídeo sob streaming (vídeo direto da internet) e tem opção de corrigir arquivos de vídeo defeituosos ou corrompidos, o que, por muitas vezes, recupera seu arquivo danificado. Ao contrário da maioria dos players, carrega automático os codecs, o que o torna mais rápido.
Pode ser para Linux, imagem acima, como para Windows, imagem ao lado. De qualquer forma seu download é gratuito, ele é free e também open source (código aberto).
Reproduz vídeos de celulares (3gp) e  qualquer legenda em vídeo automaticamente (a legenda tem que ter o mesmo nome do vídeo e estar na mesma pasta). Possui zoom e muitas configurações de áudio e vídeo, para todos os gostos.
          
 Para DVDs é excelente não se limita a nenhuma região e sua interface é amigável e fácil de usar.   Baixe agora, no Kubuntu e Ubuntu já vem para baixar nos repositórios, é só utilizar o gerenciador de pacotes e digitar VLC, pronto já pode curtir seu cinema em casa com pipocas.
Obs.: Estou deixando um link para baixar para outros sistemas Linux, assim como para MacOs e ..... Windows!! É só clicar abaixo.                                               
                                                  VLC Media Player





segunda-feira, 21 de novembro de 2011

Livro: Trilogia Millenium de Stieg Larsson

A trilogia Millenium foi escrita por Stieg Larsson e estava planejada para ter dez volumes, não apenas três, no entanto o autor morreu enquanto escrevia o quarto livro da série, em 2004, aos 50 anos.
    Temas polêmicos são tratados nos três livros, entre eles maus tratos e estupro de mulheres e atividades de políticos neo-facistas, sempre com apurado senso crítico e extremo realismo.
    A postura crítica e a visão realista apresentada na obra deriva da carreira do autor, que foi um influente jornalista e ativista político sueco.
    Através da revista Expo, que ele fundou, e do livro de sua autoria Extremhoger, denunciou e criticou organizações, grupos e instituições neofascistas e de extrema direita da Suécia.
       Em Os Homens Que Não Amavam as Mulheres, uma mulher, sobrinha e herdeira de um magnata industrial, desaparece sem deixar vestígios. Um jornalista, Mikael Blomkvist, que está sendo julgado em um processo de denúncia, é contratado para descobrir o paradeiro da herdeira desaparecida. Durante as investigações surge uma hacker, Lisbeth Salander, radical, impetuosa e misteriosa, que se alia ao jornalista buscando decifrar os enigmas deste mistério.
          Stieg Larsson foi o primeiro autor a superar o número total de vendas de livros virtuais em um milhão de exemplares. O site Amazon.com criou o Kindle Million Club, um seleto grupo do qual somente participam autores que igualam ou superam a marca de Stieg Larsson.  Esta trilogia foi adaptada para o cinema em 2009 pelos suecos.

       Em A Menina Que Brincava com Fogo, a hacker, Lisbeth Salander é acusada de três assassinatos violentos. Lisbeth, com sua personalidade extremamente complexa e introspectiva, é o foco central desta obra e tem sua vida desfiada em flashes de grande intensidade emotiva.
             Agora é o jornalista, Mikael Blomkvist, que procura ajudar a hacker em seu momento aflitivo.
         Em 2008 as vendas dos livros de Larsson ultrapassaram os 2 milhões de exemplares na França, enquanto nos EUA  a obra ficou diversas semanas na lista dos livros mais vendidos do jornal New York Times.
        O sucesso era estrondoso fora da Suécia e em sua terra natal, Larsson, conseguiu o feito de uma a cada três pessoas lerem seus livros.
     Em A Rainha do Castelo de Ar, Mikael Blomkvist tem que enfrentar a polícia que procurava prender Lisbeth, o serviço secreto sueco, que também a perseguia, a imprensa, que divulgava uma imagem distorcida, de psicopata e satânica, de Lisbeth, que formavam um complô nos escalões políticos da Suécia.
    Devido ao sucesso da trilogia, o museu da cidade de Estocolmo criou um passeio turístico pelos lugares da cidade que são descritos na obra de Larsson. Em junho de 2011 já haviam sido vendidas mais de 60 milhões de cópias, em mais de 50 países. O sucesso da adaptação sueca foi grande e os estúdios americanos fizeram um remake que estreará em dezembro de 2011.
   Não deixem de ler esta obra instigante e magistralmente bem escrita.
Clicar abaixo para ler os livros de Stieg Larsson em seu  computador:
Os Homens Que Não Amavam as Mulheres
A Menina Que Brincava com Fogo
A Rainha do Castelo de Ar

domingo, 20 de novembro de 2011

Teletransporte, Clonagem e Imortalidade

          Esta semana estiva debatendo com amigos do trabalho sobre a possibilidade de imortalidade. Três tópicos surgiram, que talvez possibilitem nos eternizarmos no tempo/espaço. O primeiro foi o TELETRANSPORTE. A primeira lembrança que nos vem é a série Jornada nas Estrelas, onde o capitão Kirk e o sr. Spock viajam pelo universo e se utilizam do aparelho chamado de teletransporte para ir da nave Enterprise para o planeta desejado. Ficção a parte, já existem estudos sobre o teletransporte desde o início da década de 90. Em 1998 (EUA) foi feito o primeiro teletransporte, com um fóton, seguindo em 2004 (Áustria) com um átomo e, finalmente, em 2009 (Japão) com uma nuvem de  átomos. Todavia, ainda estamos muito longe de teletransportar uma pessoa. Em termos teóricos e empíricos, o teletransporte destrói o original, transporta a informação obtida e converte o material, no destino, na informação original.
       Portanto somente resta um ser, ou elemento, existente. Se nós extrapolarmos um pouco podemos inferir que ao armazenarmos as informações originais podemos, a qualquer momento, tornar a usá-las. Essa possibilidade nos dá a ideia de que após usarmos uma informação obtida muito tempo antes, poderíamos volta a utilizar a mesma informação, no que resultaria um eterno ciclo de envelhecer e rejuvenescer.
            Há apenas uma pequena ressalva, toda vez que se utilizasse a informação mais antiga se perderia a memória de tudo que foi vivenciado entre esses dois momentos. Talvez um custo pequeno para a imortalidade.




                O segundo tópico discutido foi a CLONAGEM. No filme o Sexto Dia, com o canastrão Arnold Schwarzenegger, temos uma das melhores discussões sobre o conflito de quem é o ser original, o verdadeiro, o que deu origem ao clone, ou se o clone também pode ser considerado original, claro considerando que as informações de ambos sejam idênticas, idade, conhecimento, experiências, como se tivesse sido feita uma transferência de tudo que está armazenado no cérebro do original para o clone.
          Essa questão foi colocada exatamente desta forma nesse filme. A continuidade de nossa existência seria garantida pelo clone e ao morrermos estaríamos continuando vivos no clone. Também este caso possui um senão, provavelmente um problema mais profundo e temeroso que o do tema anterior.  Se o original ainda estiver vivo, no momento em que o clone estiver completamente pronto, ou melhor, tiver sua existência e consciência vivas, teremos uma situação complexa em que o original, que pretende se perpetuar, estará frente a frente com seu clone, ou seja, com aquele que irá perpetuá-lo. E aí o conflito é óbvio, como um ser crê que estará se perpetuando se vê outro ser, que deveria ser sua continuidade, à sua frente? Eu passo na resposta!
                 
             
                Contudo, ainda resta mais uma questão. E se o conteúdo do cérebro humano for transferido para um cérebro artificial? Teremos então uma continuidade, o ser humano original será perpetuado em um robot, depois pode ser aperfeiçoado, ser transformado em um cyberhumano, ou quem sabe em um humanoide, seguindo a direção do Homem Bicentenário, de Isaac Asimov, evoluindo e voltando a ser humano. Para quem pensa que não existe a menor possibilidade disto acontecer, já tem em desenvolvimento o cérebro artificial, no Blue Brain Project, contando com diversas universidades europeias e apoio da IBM, sob a coordenação do Doutor, Ph-D, Henry Markram. Esta equipe científica já conseguiu simular o cérebro de um rato e agora parte para obter mais financiamento para construir o cérebro humano artificial. Consulte o site com post de maio de 2011, Cérebro Humano Artificial para obter informação mais recente.
                   Existem muitas possibilidades de conseguirmos a imortalidade, só nos resta viver tempo o suficiente  para vermos essas opções se tornarem realidade.
                   Vamos cuidar da saúde e buscar a imortalidade!!!!!!

Instalação do Kubuntu (Linux) - Muito Fácil

Preparei um tutorial para instalação do Kubuntu, muito fácil de seguir, com muitas screenshots (imagens da instalação) e passo a passo simples. É só clicar em Instalando Kubuntu.
Qualquer dúvida é só abrir um tópico no fórum ou  mandar um e-mail para capitao.kirk@bol.com.br.

terça-feira, 15 de novembro de 2011

A Origem do Tux: O Símbolo do Linux

    Em 1996, estavam discutindo sobre a criação de um logotipo ou de um mascote que representasse o Linux. Muitas das sugestões faziam alusão ao logotipo de um sistema operacional concorrente e muito conhecido. Outras eram animais agressivos, como tubarões, dinossauros e águias. Linus Torvalds (na foto acima com um pinguim de pelúcia) entrou nessa discussão e afirmou que gostava muito de pingüins, o que levou a um consenso sobre o animal que representaria o Linux.
     Posteriormente, criaram diversas imagens de pinguim para vincular ao Linux, até que sugeriram a figura de um "pingüim carregando o mundo". Foi quando Linus Torvalds declarou que preferia o pingüim com uma imagem bastante simples: um pingüim "gordinho" e com expressão de satisfeito, como se tivesse acabado de comer muitos peixes. Linus Torvalds também não gostava de uma imagem agressiva, preferia um pingüim simpático, bonachão.Linus Torvalds, inclusive, já chegou a ser bicado por um  pingüim em uma visita a Canberra, capital da Austrália.
     Um concurso foi feito para escolher a imagem ideal do pingüim, se saindo vencedor o pinguim criado por Larry Ewing, que o havia desenhado usando o programa, software livre, GIMP (correspondente, no Linux, ao Photoshop).
Larry Ewing autorizou o uso e mudanças na imagem, contanto que sua autoria  e o uso do GIMP fossem mencionados.
     Quanto a escolha do nome "Tux", a versão mais aceitável é a de que o nome Tux veio de "tuxedo", palavra em inglês que significa "smoking" ou "fraque" no Brasil, pois os pingüins parecem estar usando esse tipo de roupa. Outra versão afirma que o nome Tux faz referência ao nome de Linus Torvalds com Unix: Torvalds UniX.
      De qualquer forma, atualmente, o Tux representa o Linux, o software livre, a ideia de liberdade, o mundo livre enfim. Este é o herói de uma nova era, a era do compartilhamento!!!!
                                      Viva  a Liberdade! Avante Tux!

segunda-feira, 14 de novembro de 2011

Parabéns Linux - Aniversário de 20 anos: O Futuro só está Começando



25 de agosto de 1991 – Linus postou o seguinte no comp.os.minix (um grupo de notícias de Usenet)
"Estou fazendo um sistema operacional livre (apenas um hobby, não será grande e profissional como o gnu) para clones AT 386 (486). Estou fazendo isto desde abril, e ele está começando a ficar pronto. Eu gostaria de feedback sobre coisas que as pessoas gostam/não gostam no minix, já que meu OS lembra ele um pouco (mesmo layout físico do sistema de arquivos, devido a motivos práticos, entre outras coisas).
Eu portei o bash (1.08) e gcc (1.40), e as coisas parecem funcionar. Isto implica que vou conseguir algo prático dentro de alguns meses, e eu gostaria de saber quais funções a maioria das pessoas iria querer. Quaisquer sugestões são bem-vindas, mas não prometo que vou implementá-las
Linus (torvalds@kruuna.helsinki.fi)
PS. Sim – ele está livre do código do minix, e tem um sistema de arquivos com multi-threading. Ele NÃO é portátil (usa alternação entre tarefas do 386 etc.), e ele provavelmente nunca irá suportar algo além de discos rígidos AT, pois é tudo o que tenho"
 Foi assim que começou a história do Linux. Vinte anos se passaram e o sistema operacional que era usado somente por Nerds, atualmente pode ser encontrado em quase todo lugar.
- Supercomputadores, 95%  usam Linux (netcraft)
- Smartphones, celulares, mais de 40% do mercado com Linux (netcraft)
- CERN. o acelerador de partículas, a maior Bolsa de Valores do mundo, a de Nova York, submarinos nucleares, controles de tráfego aéreo, controle de tráfego de carros de São Francisco (EUA) usam Linux.(Terra Notícias)
-  Amazon, Facebook, Twitter, eBay and Google, usam Linux(Pcworld)
-  CELF ("Consumer Electronics Linux Forum") - Fórum cujo objetivo principal é a disseminação da utilização do sistema operacional Linux nos equipamentos eletrônicos voltados ao consumo doméstico e industrial. Os fundadores são Matsushita, Sony, Toyota, Hitachi, NEC, Philips, Samsung, Sharp, Toshiba e IBM.(Internetnews)
-  DreamWorks, Pixar e Industrial Light and Magics (George Lukas), todas empresas de animação gráfica, usam Linux.
- Servidores Web, 65% utilizam Linux.(netcraft)
- Mais de 60% dos computadores do governo argentino usam Linux e próximo de 3,5 milhões de netbooks estão sendo distribuídos nas escola secundárias operando com Linux.(Ambito Noticia
-  Mais de 60 milhões de usuários Linux (w3schools)
- NASA, National Aeronautics and Space Administration, usa Linux. (Artigo Científico do Laboratório de Propulsão a Jato da NASA)
Se for escrever todos os estabelecimentos, governos e instituições que já usam Linux não vai caber neste post, aliás nem no site. Ainda não é a o sistema operacional mais usado, mas é uma questão de tempo, haja vista o crescimento destes últimos anos. 
Parabéns Linux e que os anos vindouros venham a comprovar que o software livre, gratuito e com qualidade, será, também,  esperança de evolução da humanidade.

sábado, 12 de novembro de 2011

A Última Questão: Isaac Asimov - Uma Reflexão Sobre a Origem e o Futuro da Humanidade

      Desde tempos remotos o ser humano busca responder questões que nos definem no espaço-tempo, que nos inserem no universo com origem e fim, de forma que as respostas possam nos conduzir de maneira adequada dentro da sociedade, com a consequente criação de valores. No entanto, nesta busca por respostas, encontramos obstáculos, seja devido a pouca tecnologia disponível ou conhecimento inadequado e ineficiente, não chegando a uma solução contundente. Diante dessas dificuldades, às vezes, são criadas fantasias, ideias desprovidas de lógica, mas que atendem a necessidade de uma época. 
       A mitificação destas questões criam mais barreiras no desenvolvimento do conhecimento humano e é neste aspecto que Isaac Asimov escreve em seu conto a resposta para uma das mais antigas e importantes questões da humanidade. Como surgiu o universo? Como tudo vai terminar? 
       É um conto estupendo, de uma clareza ímpar, profundidade excepcional, um dos melhores, senão o melhor, conto desse extraordinário escritor. Clique aqui para ler o conto.

Siga Por E-mail